20.4.06

Teoria de Darwin

Evolução ou um processo natural das coisas? Destino ou Livre Arbítrio?

Sei lá... Só sei que nesses parcos 23 anos, e principalmente nos últimos sete, eu já tentei ser de tudo um pouco em busca do meu lugar ao sol (embora prefira dias nublados, essa frase sempre me pareceu mágica...)

Já fui relaxada, ouvia Iron Maiden, calças rasgadas, bordadas, camisas pretas num calor infernal, cabelos grandes, desgrenhados, e qq outra coisa que aparecesse...

Já fui hippie de pantalona, batas, flores nos cabelos, tranças dos lados, óculos redondos, colar de paz e amor, e paz e amor só no colar...

Já fui certinha, recatada, nada de cigarro, cerveja, decotes e palavrões...

Já fui hetero querendo ser bi, mas com o tempo a gente percebe que tem coisas que realmente fazem muita falta em outra opção sexual... (e como fazem!)

Já fui atriz, já tentei cantar, já tentei dançar, já tentei tocar violão (só aprendi o refrão de More than Words, e olhe lá... Nem cheguei na fase do Stairway to Heaven... triste!)

Já escrevi um livro e já o rasguei em vários pedacinhos e taquei pela janela (e hoje me arrependo, estava bem escrito!)

Já plantei uma árvore e já tentei fazer um filho várias vezes (porque a graça está em tentar, sempre!).

Já tentei parar de tomar coca-cola inúmeras vezes, hoje em dia tento tomar só aos Domingos.

Nunca tentei parar de fumar, seria mentira aqui se dissesse isso... E, no fundo, queria não ter que parar nunca!

Jà tomei vários banhos de chuva na vida, e em um deles tentaram me assaltar, e eu achei graça! Depois corri, claro, muito...

Tomei banho de rio na virada do ano com medo de ficar resfriada, mas tomei...

Já disse Eu te Amo trocentas vezes na vida, e em todas eu amei de verdade ao dizer aquilo!

Já bebi muito por uma rejeição e entrei em coma alcóolico.

Já bebi muito pra comemorar e acabei triste!

Já aprendi que lidar com a sobriedade é muito difícil para alguns, e às vezes até mesmo para os que acham fácil serem sóbrios!

Já perdi entes queridos e amigos queridos, e ganhei outros poucos ao longo da vida.

Já brinquei de pique-esconde pra dar uma "agarrada" no vizinho, já me aproveitei do escurinho do gato-mia, e já pulei amarelinha depois dos vinte anos...

Apostei corrida de cadeira de rodas semana passada.

Já dei risada quando não podia e já chorei de tanto rir, e até já ri de tanto chorar também...

Quero escrever outros livros, plantar outras árvores e continuar tentando fazer filhos, pra quem sabe um dia, conseguir ter um!

Nenhum comentário: