6.5.06

Claustrofobia


Não me peçam para fechar os olhos,
não me mandem calar a minha boca!
Não me ofereçam nenhum tipo de prisão
que eu não possa eu mesma criar!
Minha claustrofobia é imensa,
me sinto sempre sem ar,
mesmo que o mundo seja grande demais pros meus pés.
Quando quero criar asas, peço emprestadas as do avião,
mas queria mesmo ser uma borboleta.
Amarela, pra dar sorte!
Não me digam que não tem pote de ouro no final do arco-íris.
O ouro não me interessa, mas não consigo acreditar
que ele não exista.
Minha imaginação é imensa,
me sinto sempre sem chão,
mesmo que o mundo seja real demais pros meus pés.
Quando quero criar asas, eu fecho os olhos,
mas não me peçam para fechar os olhos...

Mais...

1.5.06

Bicho Solto



Não sei julgar o que há em ti
Sentir com precisão
Se é fogo ou água, já desisti
O meu coração que agüente
Não há nada mais louco
Mais sensível
Que você junto de mim
Com o seu amor indizível
Eu faço e aconteço
Pra estar com você
Eu te abraço, amor
Te desfaço em flor
Nesse abraço a gente
Se veste um ao outro
Pra virar um bicho solto
Desordenar por aí
'cê de quatro, amor
Beira art-déco
Uma imagem no altar da luxúria
Você com esse jeito seu
Me venceu
Ah, gosto de você em mim!
O lascivo chega a brilhar
De incandescer mais que o sol
Lá no limiar do prazer
Estrelas pulam de alegria
Se fantasiam, mudam de cor
Pra ver o amor nascer

Djavan

Mais...