26.1.07

Um dia você acorda e percebe que em vez de chorar você começa a fazer acordos.
O choro já é quase um contrato que te garante algumas possibilidades de satisfação.
Mas logo depois você começa a pedir, e com os pedidos vêm as negativas.
Depois de muitos nãos, começam os porquês, e ai já se está a um passo do talvez.
Aí começam as premissas, os princípios e as hipóteses, e com as hipóteses vêm os sonhos.
Com os sonhos começam as frustrações, os erros, e a análise, que em muitos casos, dura toda uma vida.
Depois de analisados os fatos, percebe-se que não se pode ganhar sem alguém perder.
E com as perdas vêm os acordos.
Um dia você acorda e percebe que acordar já é um acordo.

Um comentário:

Myres disse...

Vez por outra fazemos acordos com situações, acordos ate com sentimentos, mas o que realmente espero é que esses acordos se tornem um dia satisfações.
Grande abraço menina das palavras.