18.10.07

Risco de Putaria

Cartoon de Alberto Benett


Estava aqui refletindo sobre o porquê de um terço dos posts que escrevi nessa retomada do blog serem sobre putaria, embora esta palavra, hoje em dia, esteja relacionada a inúmeras relações de mais-valia, onde sempre alguém sai perdendo... Então resolvi primeiro definir o que é putaria.

O dicionário de português online (do Brasil e de Portugal) me diz que não existe este termo nele... Intrigante! Este dicionário é muito bom em "gírias" brasileiras... Os dicionários offlines que eu tenho também me deixaram na mão, e a wikipedia omite este termo. Então teremos que ir mais fundo na investigação. O Dicionário Informal me diz que: Putaria = Fora de controle. Quando alguma situação atinge um certo estágio que saiu do controle e virou bagunça. Ocorre sempre acompanhado de conotação sexual. Ato rotineiramente praticado no congresso nacional por senadores (lembram da mais-valia? pois bem...).

Pesquisando mais um pouco eu descobri um sujeito que diz que "a edição 'Duarte Nogueira' do 'Ilustrado Dicionário de Língua Portuguesa' traz como definição:


'Putaria: (sm) correr o risco de, substantivo. Adjetivo: putar, estar em estado de, zonear, cornear, folhear revista de, advérbio sem noção de sexo. Meter o dedo, o membro, a língua, a boca, a mão, o pé, um objeto em orifício pessoal ou de outrém(ns), ter um ou mais dedos, membros, línguas, bocas, mãos, pés ou objetos metidos em seus orifícios ou de outrém ou ainda provocar orgasmo por relato, descrição, conto ou mnemônico de cognição virtual ou fraterna que faça com que a própria pessoa, ou outrém goze, seja no momento presente, passado, futuro, online, offline, síncrono ou assíncrono.'"

Mesmo não podendo confirmar esta informação porque não achei nenhum Duarte Nogueira, e vários Nogueira Duarte, e nenhum Ilustrado Dicionário de Língua Portuguesa, e vários Dicionários Ilustrados, esta definição serve como uma luva, e posso declarar a investigação terminada.


Dito isto, podemos voltar ao assunto deste post que é o de descobrir porque 1/3 dos meus recentes posts foram sobre putaria, ou se preferirem, segundo a definição acima, causaram o risco de putaria.

Devido às conjunções astrais, sempre existe mais de um fator causador de qualquer coisa estranha no mundo, por isso não podemos deixar de analisar pelo menos os dois fatores, que, no meu ponto de vista, contribuiram para este risco, que são, a saber, a Predisposição Genética e o Upgrade de Estado Civil.

Predisposição Genética - Para mim, a putaria nasce junto com a pessoa. É coisa de personalidade, mas ela precisa ser descoberta, incentivada e lapidada. Um ex-namorado meu me iniciou na arte da literatura erótica e pornográfica, coisa que, hoje em dia, não abro mão, desde que li 'A história de O', um clássico! Por favor, não confundam erotismo com pornografia, embora todos os dois tenham seu valor. Segundo Regina Navarro Lins, no Cama na Rede, "Etimologicamente, erotismo deriva de Eros, o deus do amor; pornografia deriva da palavra porno, que designa a prostituta. São realidades qualitativamente diversas. O erotismo é a espiritualização da carne e sua conversão em cultura; No meramente obsceno, a carne permanece tristemente encerrada em sua imanência e a pornografia é o signo objetivo do fracasso em transcender essa imanência. Ao contrário, a transcendência é a dimensão natural da literatura erótica."

Depois de devidamente iniciada na arte da putaria (porque a putaria é uma arte, claro!), descobri que a transcendência sempre foi o meu forte, e, como o assunto me interessa, é natural que eu fale muito sobre ele. Tenho um amigo uma vez que disse que é só eu chegar na mesa que o assunto descamba pra putaria! Na hora eu relevei o comentário porque a mesa era toda de físicos, e fora física, a putaria é o único assunto do qual eles falam, e é o único que têm em comum com o resto do mundo (quero ressalvar que juntos, a coisa funciona assim, mas em grupos de dois ou três, os físicos são capazes de conversar sobre qualquer assunto, de qualquer natureza). Então fica muito mais fácil e muito mais prazeroso depois que se entra no duplo sentido das coisas, e sem Quântica! Outro motivo para que eu tenha relevado o comentário dele é que, sempre que tomamos umas e outras a mais, eu resolvo dizer que o dito-cujo do cara é grande, sem nunca ter visto o pobre coitado, ou rico coitado, sei lá (o coitado fica para outro post, que é assunto de inúmeras e infinitas reflexões com uma outra amiga), ou seja, ele tem razão de ficar puto comigo! Embora isso às vezes funcione como uma ótima propaganda para as minhas amigas, e pelo que eu sei, não é enganosa!

Upgrade de Estado Civil - Este é com certeza o fator principal para o aumento súbito do risco de putaria. Após alterações no sistema operacional, e verificados problemas em dois softwares instalados recentemente, que deram bug e pararam de funcionar de um dia para o outro, ou no popular, escafederam-se (perdoem-me, nunca tinha escrito essa palavra, não sei se está correta), e após uma louca vontade de defenestrar tudo (jogar pela janela), resolvi apenas dar um upgrade no estado, civil, da máquina, e me considerar uma pessoa solteira.


Estar solteira significa um monte de coisas que só quem está (ou é) solteira pode entender. Isso parece Sex in the City, mas é verdade! Acredito que estar solteira implica em dois outros estados arriscados. O primeiro é permanecer mais tempo em casa, consequentemente, mais tempo fofocando na internet, falando putaria, é claro. E o segundo é permanecer mais tempo no bar, consequentemente, mais tempo fofocando com os amigos, falando putaria, é claro. É nessa hora que os amigos homens voltam a aparecer. Por amigos, neste quesito, entendam: os sacanas, aqueles que já te comeram, ou querem te comer um dia. Quando comentei com um desses amigos que eu ia escrever sobre o aumento da putaria no blog, ele logo me pediu desculpas, denunciando a sua co-responsabilidade.

No começo eu dei risada, mas depois eu concordei, e gostei. Este é o tipo de responsabilidade que eu quero mais é que seja compartilhada! É o risco que eu adoro correr...




3 comentários:

gabs disse...

adorei vc!
quer escrever algo pro meu blog?
como participação especial..
meu email é leituradonada@yahoo.com.br ^^

Sergio Leo disse...

Toma juízo, menina! Olha o mau exemplo! ((-:

Nat disse...

Gabs, escrevei algo, pode deixar!

Serginho, nunca me considerei um bom exemplo hehehehe