28.11.07

Samba Rubro-Negro


Nos anos 50, Wilson Baptista e Jorge de Castro fizeram o “Samba Rubro-Negro” em homenagem ao Flamengo.

Aquele que dizia: “Flamengo joga amanhã e eu vou pra lá / Vai haver mais um baile no Maracanã / O Mais Querido tem Rubens, Dequinha e Pavão."

Fez sucesso e virou a trilha sonora do tricampeonato carioca de 53/54/55.Em 1979, João Nogueira deu nova cara à música, trocando os jogadores para Zico, Adílio e Adão. Cláudio Adão saiu, mas a equipe deslanchou e conquistou o Mundial em 1981.

Agora, no embalo da classificação à Libertadores, Diogo Nogueira, filho do João Nogueira, e também flamenguista, fez uma nova versão para o samba da sorte.


Versão do João Nogueira




A do Diogo

Nenhum comentário: