19.12.07

Terremoto Particular



Ela sentou no banco. Tinha um rosto belíssimo, calmo, mas eu notei algo estranho nela. As mãos tremiam, compulsivamente. Seus olhos iam de um lado a outro, olhando tudo, mas sem encarar nada. Sempre fugindo.

Fiquei imaginando essa mulher por dentro. O sangue, as veias, o corpo, a pele, toda pulsando, vibrando, prestes a ter sua rocha finalmente rompida, pra dessa falha surgir o tremor.

As pessoas que tremem me dão a impressão de que, ou vão explodir, ou desabar. E mesmo não gostando de nenhum dos dois grupos, prefiro o primeiro. É mais fácil ajudar quando há destroços visíveis.

Uma amiga me disse uma vez: _Tenho medo das pessoas que tremem, sabe? Já conheci pessoas assim, o suficiente, para não deixar de concordar com ela.

Um comentário:

Ricardo C. disse...

Pé nervoso, tiques mil...
Já eu tenho outra preocupação com pessoas que vejo na rua. Décadas atrás, uma amiga me falou. "Tá vendo aquele sujeito com o nariz inchado e avermelhado, tendendo pro roxo, e que não está gripado? Ele vai morrer logo". Dito e feito, o cara durou menos de uma semana.
Ela disse que era batata, que já tinha visto isso acontecer algumas vezes. Hoje em dia, fico meio apreensivo vendo alguém assim...