5.1.08

Post de número 100


Povo que me lê e não comenta. Povo que lê e comenta. Povo que aparece de passagem e gosta e os que aparecem e não gostam.
Cheguei ao post de número 100.
O primeiro post publicado neste blog foi em 01/03/2006. De maio deste mesmo ano até setembro de 2007 tive um hiato criativo, motivado pela falta de melancolia. Sabe-se claramente que é preciso um bocado de tristeza para fazer um samba, e um blog também. Mas também é preciso um bocado de vontade, coisa que só me ocorreu mais tarde, em contato com outros blogs de amigos conhecidos.
Neste post de número 100, quero agradecer a todos os amigos que frequentam e comentam neste espaço com certa regularidade, como o Fred, o Ricardo, o Sérgio, o Adamastor que me dá o feedback dele em outras paragens, e os eventuais, como o André Blak, a Lígia, o Sóter, a Clacs, mas quero principalmente agradecer ao meu leitor cativo número 1, que durante tempos foi o único leitor assíduo deste blog, o Felipe, do Conselheiro Acácio.

Então vamos a alguns dados do blog:

- Este blog é muito parecido com a dona. Só funciona depois que escurece. 98% das visitas a ele acontecem depois das 19h, sendo que a maioria desses 98% aparece depois das 23h.

- Eu tenho aí uns quinze leitores mais frequentes, mas muitos eu desconheço.

- Dos leitores, a maioria absoluta é do Brasil, e em segundo lugar vem a Colômbia, não me perguntem o porquê, não conheço ninguém por lá, espero que as Farc não tenham wireless.

- A página mais visitada, depois da principal, assim como a consulta mais frequente é a Insônia, Wanessa e as borboletinhas. Em segundo lugar, vem a pesquisa pelo tema putaria. Era de se imaginar...

- Mas há uma procura muito grande pela Carta de Fernanda Young, em terceiro lugar coladíssimo com o segundo.

- Quanto às origens da visita, 35% vem pelas consultas do Google, 15% diretamente, mas a maioria vem pelos sites de referência, principalmente pelo Ágora, do Ricardo, e pelo weblog do Pedro Doria.

No mais, só quero dizer Obrigada pra quem lê isso aqui. E vamos rumo aos 200... Quem sabe eu não dou uma de Romário e compartilho com vocês a conquista dos 1000 gols, quero dizer, posts... Pelo menos eu estou longe de me aposentar ;- )

7 comentários:

Fred disse...

UAUuuuuu

To babando aqui por me citares.
Parabens maninha pelo centésimo, adoro o que escreves.
Realmente dizes tudo sobre melancolia.
Eu mesmo escrevo quando to melancólico, pu..., ou revoltado.
Adoro falar de direita esquerda desde garotinho, fazer o que.
Meninos não são mesmo muito criativos.
Adoro voce - beijão.

Felipe Silveira disse...

Boa! Depois dos 1000 posts é rumo à Yokohama ;-)

Ricardo C. disse...

Engraçado, Nat, nos parecemos num detalhe: a maioria que chega ao meu blog vem do Weblog -- em primeiro lugar, disparado, que o cara tem mesmo crédito de sobra! -- e em segundo lugar do Devaneios, by Nat!
Beijos e que venha o milésimo!

Ricardo C. disse...

Ah, amanhà ou depois eu te alcanço. Estou com 99...

Nat disse...

Rapazes, muito obrigada!!!!!
Ricardo, estarei lá pra comemorar os 100, claro.
Fred, mas é claro que eu ia comentar sobre você, ora pois pois, o meu comentarista mais frequente hoje em dia.
Felipe, opa, rumo à Yokohama é meu novo lema hahahahhaa

Ligia disse...

Nat, eu também não entendo muito a lógica dos leitores não... No meu blog, sempre que olho as estatísticas dos frequentadores, fico com aquela sensação de como assim????
Prá vc ter uma idéia, depois do Brasil, meus maiores leitores são de Portugal... e no início, o terceiro lugar ficava para o Japão (agora são os Estados Unidos)!!! Vai entender...

Wu disse...

Nat das belas palavras, que bom teres chegado aos 100!Nunca pare nem para pensar nem para sentir,talvez só para dormir ou uma bem gelada, quem sabe, apenas continue. Cheguei a vc pela primeira vez via Pedrão, o Dória, viciei...