22.6.08

Todo Poderoso.

Ela me pede para apagar a luz.
Pra sempre, ela diz.
Eu peço para ela abrir os olhos, enxergar o sol, brigar mais.
A vida não é seriado de tevê, o círculo não vai se fechando em close no rosto, depois tudo apaga e acabou.
E por que não pode ser? Ela diz.
Porque o roteirista da nossa história teria que ser Deus.
E não é bom pensar assim? Ela diz.
Só se essa cena fosse um rascunho.

Nenhum comentário: