22.6.08

Torneirinha de Asneiras

Estou aqui regurgitando com meus botões e minha torneirona de asneirinhas, tal como Emília em sítio de picas e paus amarelos que, decerto, eram japoneses, mas minha mente ingênua não me permitia ver com os olhos de outrora infante. Olhos argutos de quem vê e quer ter o mundo em sua janela.

Se bem que sendo japoneses talvez o diminuto tamanho dos mesmos não me permitiam vê-los... Não sei, talvez esta seja definitivamente uma questão existencial traumática de infância que nem Freud explicaria...

Vai ver é por causa de Monteiro Lobato que eu sou assim...

4 comentários:

Pax disse...

gostei muito desse texto sacaneta e divertido...

tadinhos dos mindinhos japoneses, eles não gostarão

Samoça disse...

Oi Nat,

O Sítio do pica e pau amarelo na versão Liberdade... Que homenagem à imigração japonesa! rs...
Olha, você é demais... li e assisti muito o Sítio, mas nunca me ocorreu isso... rs...
Beijo.
:)

Nat disse...

Ainda bem que tem gente que compartilha (e gosta) dos meus devaneios hehehe

Pax disse...

Novidades no front?