29.9.08

Só pra continuar na onda de telefone...

Liga, li liga, li liga, liga pra mim

Liga, li liga, li liga, liga pra mim

Garoto convencido que só anda de motão
Na hora de ligar só me liga do orelhão
Gatinho mitidinho a andar de celular
Na hora de ligar só me liga a cobrar
Não me importa, me liga como for
Se for pra formar, liga, por favor,

Liga, li liga, li liga, liga pra mim
Liga, li liga, li liga, liga pra mim

Vou ti dar uma idéia me procure no portão
Já que seu telefone só anda sem cartão
Se o seu celular só serve pra enfeitar
Vamos marcar de vez, um lugar pra se encontrar

Liga, li liga, li liga, liga pra mim
Liga, li liga, li liga, liga pra mim

obs.: grifos meus, porque a pessoa que escreveu uma letra dessas jamais teria essa, digamos, sensibilidade...

Mais...

Se eu fosse publicitária...


Comercial da Embratel...


E eu quero tudo
No próximo hotel
Por mar, por terra
Ou via Embratel
Ela é um satélite
E só quer me amar
Mas não há promessas, não
É só um novo lugar

Faz um 21
pra sua namorada
Solidão, que nada
Solidão, que nada

Mais...

27.9.08

Quando se perde a paciência...

Eu nem tenho mais desculpas por não estar escrevendo com frequência por aqui, então vou me limitar a contar um causo que aconteceu comigo essa semana, só pra registrar o quão esquisitas podem ser as pessoas... Incluindo euzinha aqui...

Chove torrencialmente... Agência nova, hora de almoço, resolvi sair pra fumar na rua pra não ter que interagir com as pessoas.
As pessoas correm, fugindo da chuva, ou andam com suas armas-guardas-chuva prestes a furar um olho de um passante distraído.
Eu, embaixo da sacada enviesada e nada protetora, calmamente acendo meu cigarro.

_ Olá, posso falar uma coisa?
_ Não.
_ É que eu fumei por muitos anos e...
_ Já disse que não.
_ Mas é que eu tenho experiência com isso e...
_ O senhor não me ouviu? Eu disse não.
_ Mas, entenda, eu quase morri e...
_ Se o senhor quase morreu eu não sei. O que sei é que não aprendeu o que quer dizer um não.
_ Desculpe, eu não queria incomodar...
_ Mas tá incomodando!
_ É que eu queria dizer...
_ O senhor é insistente.
_ É que uma garota tão nova não deveria fumar e...
_ Cacete, o senhor está surdo? Eu disse que não quero ouvir o senhor e agora meu cigarro está acabando e eu não prestei atenção nele, e isso significa que se eu não prestei atenção nele, meu cérebro não registrou que eu fumei, então eu vou apagar esse e ter que acender outro, e pra acender outro eu vou ter que ir lá dentro buscar outro no maço, e pra isso eu vou ter que passar por uma porta de vidro, uma porta giratória, subir uma escada, digitar a senha pra abrir uma porta, andar por dois corredores, depois digitar outra senha pra abrir outra porta, depois vou ter que pegar a chave do meu cachorrinho, abrir a gaveta, pegar a bolsa, abrir a bolsa, abrir o bolso da bolsa, pegar o maço de cigarros, pegar um cigarro, fechar o bolso, guardar a bolsa, trancar a gaveta, guardar a chave, apertar uma campainha pra abrir uma porta, andar por dois corredores, apertar outra campainha, descer uma escada, passar por uma porta giratória, uma porta de vidro, e vir aqui, no meio da chuva, acender outro cigarro, porque eu estava fumando quando um idiota, babaca e imbecil como o senhor ficou me enchendo o saco pra eu não fumar e acabou me fazendo fumar dois cigarros em vez de um... Satisfeito?
_ Nossa, como você é grossa. Vou embora...
_ Amém!

Mais...

22.9.08

Alice e o banquete depois do enterro dos esqueletos do armário...

Alice soube, ao se olhar no espelho, que tinha sofrido uma profunda transformação. Qual Narciso, corria o risco de se afogar em sua própria imagem. Se tivessem lhe dito na semana passada que teria tal sentimento ao se ver refletida, ela não acreditaria. Ninguém acreditaria.

Embora vestida, tinha se despedido de velhos conceitos, peça por peça, esvaziando o closet, e enterrando definitivamente os vários esqueletos do armário. Uma pequena vitória, ela sabia, que tinha um gosto absolutamente doce.

Alice tinha medo, porém, de não conseguir degustar sabiamente aquele prato. Comê-lo rápido demais seria desperdiçar a chance de prolongar o prazer. Ao contrário, comê-lo devagar demais poderia causar um desinteresse em chegar até o fim.

Alice soube, ao se olhar no espelho, que o banquete tinha hora pra terminar. Ela só tinha que decidir qual...

Mais...

17.9.08

Efemérida

Eu não sou louco. Estou apenas interessado na liberdade...
Jim Morrison

Dizem que o mal do século é a depressão. Não discordo, mas acho que o ser humano deprimido é, em grande parte, um fracassado com seus próprios desejos. E não digo isso de forma pejorativa, já que eu mesma sofro com isso. A diferença é a forma como cada um lida com o que deseja e com o fracasso que isso causa.

Não vou ser a primeira a dizer que tudo na vida são escolhas e a grande busca desse século é pela não muito tangível felicidade. Muitos consideram a liberdade um pré requisito para a felicidade, afinal, como se sentir feliz sem ser livre para fazer escolhas? Ter opções é necessário para se sentir vivo.

A liberdade consiste em mudanças contínuas e estímulos desenfreados, uma sensação permanente de controle de sensações. Esse impulso criador e vibrante não se desenvolve sem interação. Teoricamente, pessoas mais propensas a serem livres, as mais versáteis, as mais corajosas, as mais intempestivas, seriam as mais felizes.

Mas essa busca pela liberdade pode trazer, ao contrário do que se pensa, uma excessiva rigidez e afastamento. Atitudes extremistas precisam ser conscientes e vivenciadas plenamente, para o equilíbrio. Uma dose de disciplina é necessária para a liberdade.


Disciplina é liberdade
Compaixão é fortaleza
Ter bondade é ter coragem
Renato Russo

Provavelmente na busca pela liberdade e vivência plena de sensações, é possível encontrarmos pessoas que temem esse tipo de revolução saudável em suas vidas. Às vezes agimos pelo ímpeto inconformista, pela vontade de viver tudo agora, aproveitar cada oportunidade que aparece. É uma curiosidade insaciável para saber o máximo sobre alguém ou algo. Extrair o máximo de prazer de todas as situações que encontra. Mas acreditar que só a satisfação desmedida de todos os prazeres possíveis é o que nos faz livres, nos torna presos à uma falsa liberdade. O amor ao prazer pode nos tornar compulsivos. E a não capacidade em lidar com todos esses prazeres ao mesmo tempo pode nos fazer largar tudo pela metade, e não viver, verdadeiramente, nenhum deles.

Essa inclinação pelo prazer pode acabar nos auto-limitando. O medo de que os impulsos libertários, inovadores, expansionistas, nos arrebate de repente, pode fazer com que nos apeguemos demais aos vínculos adquiridos: trabalho, família, casa, nos tornando apáticos e entediados. A estagnação pode acabar matando as inclinações filósoficas e o amor aos novos ares.

A verdadeira liberdade está numa certa disciplina em viver profundamente as experiências, e não descartá-las. Escolher um caminho como base, e ir incorporando à ele todos os momentos vividos, saciando a sede de experiências ainda mais estimulantes.

Um dia me perguntaram qual era o bicho que eu queria ser. Nunca deixei de achar que seria uma borboleta, que ao livrar-me do casulo viveria voando por aí, até morrer, livre.

Mas será que a liberdade tem mesmo que ser tão efêmera?

Mais...

13.9.08

Top 5 do Brega

Anda rolando aí na net um meme das músicas que você só ouve escondido e não confessa pra ninguém que gosta.

Eu tenho várias e várias dessas, mas eu sou um pouquinho imbecil, eu não só conto que gosto como fico cantando em alto e bom som!!!! Mas a favor da minha reputação posso afirmar que não as tenho no computador nem em cd e só decorei as letras porque foram músicas exaustivamente tocadas em tudo quanto é lugar. Ah, sim, ponto para a minha memória e não para a minha imbecilidade, ok? Lá vai a lista:

5 - Que se chama amor - Só pra Contrariar;

É horrível admitir, mas a melô da virgem (como é que uma coisa assim machuca tanto?) constantemente ocupa a minha cabeça ociosa. E o que é pior, ela não me larga de jeito nenhum. Passo o dia inteiro cantarolando Que se chama Amoooooooooooooooooooooooorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr Tomou conta do meu Serrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr Dia a dia, pouco a pouco, já estou ficando louco, só por causa de Você Cêeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

A gente percebe que está ficando louca quando canta a música e faz as duas vozes do refrão. É caso de hospício, podem me internar.


4 - Convite de Casamento - Gian e Giovani;

Lá em casa a gente fazia concursos de música brega. Bem, fazia não, eu começava a cantar músicas bregas e fingia que era um concurso só pra poder baixar o nível cada vez mais. Esta música na quarta posição é uma das raridades que ganhavam sempre o primeiro lugar. Confesso que só sei poucos versos da música, mas a considero uma obra prima do cancioneiro corno-popular brasileiro. Vejam:

Com letras douradas num papel bonito / Chorei de emoção quando acabei de ler / Num cantinho rabiscado no verso / Ela disse Meu amor, eu confesso / Estou casando mais o grande amor / Da minha vida é vocêeeeeeeeee

Fico imaginando a vadia que casa e manda um convite de casamento pro ex dizendo que ele é corno, mas é o grande amor da vida dela. Essa merece ser pisoteada e apedrejada, mas não... Ela virou música e agora passa o resto da vida aporrinhando as pessoas de bem.

3 - Enrosca - Fábio Jr;

Ok, ok, essa é um clássico. Eu canto e dramatizo toda a cena na minha cabeça. Calma, não com o Fábio Jr, até porque é triste admitir que eu conheci essa música com o Júnior (sim, aquele da Sandy)...

Enrosca meu pescoço / Dá um beijo no meu queixo / E geme / O dia está nascendo / E nos chamando / Pra curtir com ele / Adoro seu sorriso bobo / E a sua cara de assustada / Enrosca meu pescoço / E não queira mais pensar em nada.

Pense em nadaaaaaaaaaaaaaa

2 - Cavalo Manco - Calypso;

Essa vai acabar de vez com o restinho da boa reputação que eu tinha. Se eu afirmar então que não só canto como DANÇO o cavalo manco, ferrou.

Capaz até de ter perdido aí no YouTube um vídeo do meu aniversário do ano retrasado. Euzinha, de pileque, rebolando num pé só e cantando...

Não pára não / Vem cá / Me dá a tua mão / Quero que sinta toda essa emoção / Cavalo Manco agora eu vou te ensinar...

1 - E na primeiríssima posição, minha música preferida. A mais cantada, a mais ouvida, a que supera fossas e traumas e foras e bolos e tudo. É a que eu canto mais alto, mais sofrido, mais intenso, e, principalmente, a única entre as cinco que eu NÃO acho brega.

Claro, sempre existe aquela música que os outros, o mundo inteiro, quiçá o planeta inteiro acha brega mas você resiste, você nega. Você ama aquela música.

Sim, senhores, eu confesso: Eu amo Fagner. Amo de um amor profundo, verdadeiro, de cds inteiros comprados e ouvidos. De bolachas pretas arranhadas pela agulha das vitrolas incansáveis. Amo Fagner com todas as notas musicais dançantes de uma escala. Amo Fagner de maneira incondicional e incurável.

E, para mim, a mais incrível de todas as músicas se chama Deslizes. Essa música é uma poesia cantada, um primor. Tem uma estrofe nela que eu canto até cansar:

E é só assim

Que eu perdôo

Os teus deslizes

E é assim o nosso

Jeito de viver

E em outros braços

Tu resolves tuas crises

Em outras bocas

Não consigo te esquecer

Te esquecer...

Lá, lará lará, lá lará lará...

Lá lará lará....

Aproveito para pedir, é claro, que perdôem esses meus deslizes contados aí em cima. Prometo que apesar disso eu continuo sendo uma pessoa bacana hehehe

Bem, já que eu tenho que passar o meme, eu queria saber qual o Top 5 Brega do Ricardo Cabral, do Ágora, e o Top 5 do Diego Viana, do Para Ler Sem Olhar. Meninos, vamos lá, contem pra mim, vai...

Mais...

11.9.08

Lula Lá II - A Missão...

Eu estava cismada que não podia ser mera coincidência a visita de Cristina Kirchner ao Brasil justamente esta semana, mas depois da risível apresentação da seleção brasileira contra a Bolívia hoje, eu tive certeza de que não era mesmo o acaso que tinha trazido La Kirchner às nossas terras.


Era tudo parte de um plano do presidente Lula para a consagração de sua canditatura ao posto de comandante da seleção brasileira (não satisfeito em ser criticado pela elite do país, Lula também quer a rejeição do povo).


O barbudo presidente resolveu jogar pesado: vai comprar o Messi. E ele foi pão-duro esperto, nem vai precisar pagar em dólares. Pode ser em reais mesmo.

Mais...

8.9.08

Lula Lá

Depois da bonita vitória do Brasil contra o Chile ontem, só me resta crer que Júlio César, nosso gostoso goleiro, mudou de idéia... Na sexta-feira, ao saber que o presidente tinha dito que Messi era melhor que os jogadores do Brasil, declarou: "Se Messi é melhor, então vira argentino".

Fontes seguras me informaram que sujeitos não identificados procuraram o jogador da seleção em nome do presidente, para um acordo. É que Lula ficou preocupado com o futuro político dele.

Como nem precisaria dizer, Lula resolveu deixar a presidência para comandar o Brasil em 2010. Com língua de ferro.

Cá entre nós, um comentário do barbudo antes de cada jogo e essa Copa já está no papo.

Pelo menos meu voto ele já tem...

Mais...

7.9.08

Novamente uma longa ausência...

Gente, obrigada pelos comentários aí embaixo, eu sei que muitos de vocês só escreveram para me pedir que continue a escrever e pra reclamar que eu não ando escrevendo.
É que eu ando ocupada com outras coisas e tenho preguiça em escrever. Vou dar um jeito de não desaparecer por muito tempo, pode deixar.

Ah, enquanto isso eu ando usando minhas habilidades pra outras coisas. Sexta, por exemplo, inventei um jeito de eu e meus amigos não precisarmos esperar o garçom trocar a cerveja da mesa. O garçom é lento e a gente bebe muito e depressa, ou seja, combinação terrível. Depois da minha invenção certamente a vida de sete pessoas melhorou bastante, podem apostar...

Viu? Continuo produzindo coisas boas! Fiquem felizes por mim hehehe

Mais...